Quarta-feira, 6 de Abril de 2005
... Até quando?
Todas as noites nos deitamos
Sem promessas de amanhã
... E como certo, sem pensar
Acalentamos a segurança vã:
O simples abrir dos olhos,
Para o acordar da manhã!

[...]

Até quando?
publicado por ridufa às 07:51
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De ridufa a 12 de Abril de 2005 às 09:44
blogamente: Ou até nunca mais os abrirmos ;) Bjs
De blogamante a 11 de Abril de 2005 às 22:46
Até abrirmos os olhos...
De ridufa a 10 de Abril de 2005 às 14:18
Miguel: Lindo... ;) bjs
De Miguel a 8 de Abril de 2005 às 17:11
Até Quando? Até que os Deuses o queiram e a Vontade ordenar.
.
.
De ridufa a 7 de Abril de 2005 às 07:17
Daniel Aladiah: Seria sem dúvida a "despedida" dos justos ;) Bjs
De Daniel Aladiah a 6 de Abril de 2005 às 23:30
se assim for a libertação... tudo bem, é suave, durante o sono, saímos e não voltamos.
Um beijo
Daniel
De ridufa a 6 de Abril de 2005 às 21:58
exactu: Até quando? Até um dia não acordar mais? Até acordar de vez? ;) Bjs
De ridufa a 6 de Abril de 2005 às 21:57
Ana: De facto, não tinha pensado nessa possibilidade :) Gosto sempre de pensar que as palavras que junto têm diferentes significados dependendo de quem as lê ;) Bjs
De exactu a 6 de Abril de 2005 às 21:50
{ ... :::até quando::: em tão alto grau; em tão grande quantidade; de tal modo © exactu ... }
De Ana a 6 de Abril de 2005 às 21:19
Talvez não fosse essa a intenção, e creio que não era mesmo, mas estes teus pequenos versos chamaram a minha atenção para aqueles "casos" amorosos onde a noite é a unica certeza, porque nunca se sabe se na manhã seguinte ter-se-à o outro a dormir do nosso lado.
beijinhos*

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds