Domingo, 27 de Fevereiro de 2005
Ciclo constante
O que foi, já não interessa
Não volta... não regressa...
Momentos vividos à pressa
Sonhar... que ilusão essa!!!

O que é, já mais me diz
Presente que comigo condiz
Futuro que o passado prediz
Viver... pelo que faço e fiz!!!

O que será, logo se evidencia
Saber os caminhos que premia
E que desde o início se definia
Recordar... a sofrida alegria!!!
publicado por ridufa às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (20) | favorito
|
Sexta-feira, 25 de Fevereiro de 2005
Três pedidos
Guardo na mão três pedidos
Que teimo em não libertar
São da alma [os] sentidos
São pela mente proibidos
E o coração procura refertar

publicado por ridufa às 23:19
link do post | comentar | ver comentários (22) | favorito
|
Quinta-feira, 24 de Fevereiro de 2005
Desdobramento
Desdobro-me em mil
Procurando ser uma
Que não sou
[...]
Que não consigo ser...
publicado por ridufa às 11:30
link do post | comentar | ver comentários (44) | favorito
|
Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2005
Máquinas
Máquinas
Mecânicas, rotineiras
Marcando o ritmo certeiro
Mesmo seguindo um carreiro

E de caminho orientado
Estimam novas emoções
Em prévios percursos traçados
Eram contra a revelia desforçados

Tão banais nos parecem
Tanta desatenção lhes damos
Tornamos a sua beleza em joio
Tantas vezes ignorando o comboio

[Memórias de um meio transporte querido... de família]
publicado por ridufa às 07:56
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2005
Vidas de espera
Vidas de espera em vão
Que o céu toque no chão
E apresente novo horizonte

Vidas de espera de então
Que o amor toque o coração
E daí nasça uma nova fonte

Vidas de espera de emoção
Que as almas vejam solução
E novo caminho surja defronte
publicado por ridufa às 13:16
link do post | comentar | ver comentários (28) | favorito
|
Sábado, 19 de Fevereiro de 2005
Noite em três tempos
Vidas que se cruzam
Como olhares se escondem
Por detrás da face que usam

[...]

Beleza da noite em inverno
Arte que em teatro ressalta
Promessas de amor eterno
Que da solidão sente a falta

[...]

Das luzes que cidade enobrece
Nascem em contraste e sombra
Pelos contornos que sempre tece
Sendo do dia e noite uma só obra

[Influências de Inverno no Teatro Taborda...]
publicado por ridufa às 00:25
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito
|
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2005
Pequeno tributo
O seu verde já envolve
Entre palácios e palacetes
Brisas que a mente resolve
E a alma devolve em vilancetes

[Pela fantasia que se respira em Sintra...]



publicado por ridufa às 17:39
link do post | comentar | ver comentários (14) | favorito
|
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds