Sábado, 29 de Abril de 2006
Alma nos montes
Calma [em] montes [de] saudade
Eternos [de] ruídos [e] silenciosos
[No] limite de linhas [de] liberdade
[Que] sonham em curvas ansiosos

[... Além do Tejo também os montes têm alma... ]

[E] a alma cresce com os montes
De longe [a longe] palmilhados
Por entre cursos de água [e] fontes
São [de] rebanhos polvilhados

[... E a alma vagueia por Marvão... ]
publicado por ridufa às 22:19
link do post | comentar | favorito
|
10 comentários:
De ridufa a 19 de Junho de 2006 às 18:58
Mendes Ferreira: Obrigada pelo comentário... volta sempre ;) Bjs
De ridufa a 19 de Junho de 2006 às 18:56
António Soares: Obrigada pelas palavras tão sinceras e amigas ;) Cumprimentos.
De Mendes Ferreira a 15 de Junho de 2006 às 23:10
...........e cada vez se sabe menos.....

mas aqui sabe-se.....sentir.....dizer....escrever.....

uma boa noite Poeta.




(isabel)
De Antnio Soares a 1 de Junho de 2006 às 10:32
Olá ao abrir este blog, fiquei sem palavras, muito bonito e sensível mas sincero. Sem mais comentários. O blog está lindo e faço desde já um convite para no caso de queresres adicionar-te a mim e mergulhar ou navegar num oceano por vezes calmo, outras tempestosas, mas é um oceanosemfim.blogs.sapo.pt seguro, confortável, com boa música de embalar como nas ondas e poesia sensível. Se te quizeres adicionar-te a mim, fá-lo pelo messenger da hotmail, através do endereço: antoniopiressoares@hotmail.com.

Fica bem

Tchauxau
António
O blog está lindo, parabéns.
De ridufa a 15 de Maio de 2006 às 07:46
Daniel Aladiah: Se é... :) Bjs
De ridufa a 15 de Maio de 2006 às 07:46
aidaa: :) Bjs
De Daniel Aladiah a 12 de Maio de 2006 às 19:48
Querida Ridufa
E Marvão é tão lindo...
Um beijo
Daniel
De aidaa a 4 de Maio de 2006 às 20:56
bjs de Marvao,Castelo de Vide e Alegrete....
De ridufa a 1 de Maio de 2006 às 16:38
terduraes: Senti-los no final de uma tarde, quando o calor nos abrasa... é deveras indiscritível ;) Bjs
De terduraes a 1 de Maio de 2006 às 16:20
Ao fim de uma luta no msn para escrever um comentário....

tenho de rever o poema.... :P

(enfim, sossegada aqui a escrever)

Gostei, bastante, porque também senti os mesmos montes. Quando um poema nos faz alcançar uma visão, na minha opinião alcança. E para mim, alcançou.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds