Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2005
Já não... porto
Eu já não tenho sonhos
Além de ensejos risonhos
[...]
Imagem que transporto
Que guardo e porto
publicado por ridufa às 01:16
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De ridufa a 23 de Fevereiro de 2005 às 07:23
in[culto]: Navegamos todos à deriva ou ao sabor dos ventos, neste mar que é a vida ;) Bjs
De in[culto] a 22 de Fevereiro de 2005 às 20:24
{ ... a teu porto [abrigo; sonho] chego eu sempre náufrago © in[culto] ... }{ beijos* }
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 19:17
lique: Devemos procurar a chave dos poemas algures entre a alma e o coração... e senti-los ;) Bjs
De lique a 17 de Fevereiro de 2005 às 18:14
Talvez por ser tão teu, tive alguma dificuldade em decifrar este poema. Mas também os poemas não são para decifrar. São mesmo para sentir. Beijinhos
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 13:55
Betty: Gosto mais de acreditar que enquanto há sonho há vida ;) Bjs
De Betty a 17 de Fevereiro de 2005 às 13:19
Enquanto há vida, há sonho. Beijokas :)
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 08:04
Daniel Aladiah: Porto por estar associado a porto de abrigo e ao mesmo tempo um ponto de partida/chegada, por estar relacionado com o mar que nos liberta a imaginação... não concordas? ;) bjs
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 08:02
0ranginha: Obrigada pelas palavras de apoio... tentarei passar pelo blog assim que puder ;) Bjs
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 07:57
Carlos Tavares: Não há sonhos sem a esperança de que se realizem um dia ;) Bjs
De ridufa a 17 de Fevereiro de 2005 às 07:51
Carriço: Não abdico de sonhar... por vezes não é simples... mas a verdade é que nada é simples, não é? ;) Bjs

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds