Terça-feira, 11 de Janeiro de 2005
Compasso de espera
Espera do que não vem
Por quem não desespera
Por ter o que não tem

E...

Ânsia do que se deseja
Que nos revela a importância
De compassos que a alma beija

E...

Antever o correr da vida
Que no fundo não se pode prever
Por esperar e ansiar a hora devida
publicado por ridufa às 20:41
link do post | comentar | favorito
|
30 comentários:
De ridufa a 13 de Janeiro de 2005 às 14:37
Poeta Amigo: Obrigada ;) Bjs
De Poeta Amigo a 13 de Janeiro de 2005 às 14:34
Está Lindo. ;) ***
De ridufa a 13 de Janeiro de 2005 às 14:28
paulo povoa: Cada um de nós tem o seu ritmo, o seu compasso de espera... que o teu compasso seja sempre respeitado ;) Obrigada pelos elogios ;) Bjs
De paulo povoa a 13 de Janeiro de 2005 às 12:39
esse compasso tão especial que nem sempre para o norte segue, mas que mostra todas as outras direcções, umas de espera, umas de desejo, outras de esperança.
o teu compasso tem a beleza da vida, com as suas alegrias e as suas tristezas.
o importante é que esse compasso é teu, e tu és uma mulher encantadoramente linda.
De ridufa a 13 de Janeiro de 2005 às 12:08
lique: Penso que mesmo sabendo que não vem vale a pena a espera... não achas? ;) Bjs
De lique a 13 de Janeiro de 2005 às 11:53
A espera do que não vem e os sentimentos à sua volta. Como tu os descreves bem! Beijos, amiga
De ridufa a 13 de Janeiro de 2005 às 11:40
Vulcão: Nem mais... saber esperar é uma virtude... e pode ser muito bem aproveitada ;) Bjs
De Vulco a 13 de Janeiro de 2005 às 11:35
A espera acontece sempre... de várias formas. Depende é a maneira como a encaramos! Bjs
De ridufa a 13 de Janeiro de 2005 às 11:10
Luís: Obrigada ;) Bjs
De Lus a 13 de Janeiro de 2005 às 10:56
Belo, este compasso...

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds