Quinta-feira, 25 de Novembro de 2004
Redundância
Inconstâncias da vida
Ao sabor de lesos versos
Que por serem lesos sentem
E que por sentir são inconstantes
publicado por ridufa às 17:07
link do post | comentar | favorito
|
16 comentários:
De ridufa a 27 de Novembro de 2004 às 02:54
de[mente]: Redundância de sentires e sentidos, que em versos se traduzem, em fidelidade à vida ;) bjs
De de[mente] a 26 de Novembro de 2004 às 22:50
{ ... nesta superfluidade de palavras só por ti geradas sinto eu [redundância em] vida formulada nesta sempre presente infidelidade [partilhada] © de[mente] ... }{ beijos* }
De ridufa a 26 de Novembro de 2004 às 16:12
andrye: Não precisa de ser grande para dizer muito... é nos poemas pequenos (como em tudo o resto) que se pode encontrar mais pormenores ;) Bjs
De ridufa a 26 de Novembro de 2004 às 16:11
Maria Branco: Tens razão... sem as inconstâncias a vida não teria metade do sabor ;) Bjs. Bom fim de semana.
De andrye a 26 de Novembro de 2004 às 15:57
Mais um pequeno poema, mas cheio de alma. beijokas.
De Maria Branco a 26 de Novembro de 2004 às 13:59
As insconstâncias da vida, tornam-a muito muito mais rica... Beijos Ri. Tem um fim de semana feliz!
De ridufa a 26 de Novembro de 2004 às 11:33
Carriço: É um círculo fechado que emoções e sensações... uma elipse constante de sentidos ;) Bjs
De Carrio a 26 de Novembro de 2004 às 11:31
Redundância... um poema nada redundante!
[Tem sido difícil comentar, pelo sapo!!] Saudações
De ridufa a 26 de Novembro de 2004 às 11:15
Carlos Tavares: Serão elas ilesas ou lesadas, por versos que sentem ledos, aquilo que lesando se torna ileso? ;) Adoro brincar com as palavras. Bjs
De Carlos Tavares a 26 de Novembro de 2004 às 10:57
Palavras ilesas que tornam inconstantes os nossos sentidos! Gosto desta tua maneira de "brincar" com as palavras...

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds