Quinta-feira, 18 de Novembro de 2004
Gritos ocos
Gritos ocos
No horizonte da acção
De sombras de seres loucos
Guiados pela vida por paixão

Avesso côncavo
Que se quer cheio por ego
Não esquece o ser recôncavo
Que por não o ver é cego

Silêncio sobejado
Pelos gritos corrompido
Pelo demais avesso desejado
Gerando novo destino irrompido
publicado por ridufa às 02:20
link do post | comentar | favorito
|
28 comentários:
De ridufa a 19 de Novembro de 2004 às 19:50
Miguel: Que o eco se eternalize nas tuas palavras dizes, nos versos que escreves... ;) bjs
De Miguel a 19 de Novembro de 2004 às 18:58
Sim! Sim! (Seja agora o meu "Sim" um oco "Sim"): Siiimmmm...ssiimmm... ssimm (prolonga-se ao quase infinito este meu siiimmmmmmmm e com eco, eco, eco, ec, e......)... Amei, obviamente Ridufa.
De ridufa a 19 de Novembro de 2004 às 05:02
Carlos: A vela [e a sua luz] apenas induz[em] à escrita e deixa[m] as palavras soltarem-se em gritos, em formato de verso ;) Obrigada pelas tuas palavras. Bjs
De ridufa a 19 de Novembro de 2004 às 04:58
de[mente]: Já o povo dizia - "...de génio e de louco, todos temos um
pouco!"... e é essa loucura que nos distingue ;) Bjs
De Carlos a 19 de Novembro de 2004 às 00:20
E em silêncio, lendo, ouvimos gritos do outro lado... gritos palavreando.
(e a vela te vai dando cada vez mais luz e mais força para escrever, essa poesia, poetisa, que eu gosto tanto de ler) Beijos ;)
De de[mente] a 18 de Novembro de 2004 às 22:49
{ ... de louco sou [eu] chamado por querer ser [apenas] a sombra de [teus] passos [e] em gritos ocos sobejado por demais gente desejado © de[mente] ... }{ beijos* }
De ridufa a 18 de Novembro de 2004 às 20:07
Monalisa: Um grito no silêncio que se quer oco, fazendo eco... ;) bjs
De Monalisa a 18 de Novembro de 2004 às 20:03
Eu gosto do silêncio, mas entendo que às vezes é preciso gritar. Beijos.
De ridufa a 18 de Novembro de 2004 às 19:59
wearetwo: Não se ouvem, mas eu ouvi o teu grito :p Bjs
De wearetwo a 18 de Novembro de 2004 às 18:20
Gritos que não se ouvem.
Ahhhhhhhhhhh!
Beijo

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds