Sábado, 16 de Outubro de 2004
Ponto [de fuga]
.
Um ponto basta
..
Dois, engasta no ponto
...
Três, a pontuação aumenta
....
Quatro, os pontos lamenta
.....
Cinco, aponta para o fim

Ponto de fuga sem fundo
Que me arrasta com ele
Devora-me o seu mundo:
[Já] sou prisioneira dele

Cinco, desponta assim
.....
Quatro
....
Três
...
Dois
..
Um
.
publicado por ridufa às 02:30
link do post | comentar | favorito
|
28 comentários:
De ridufa a 18 de Outubro de 2004 às 10:08
exactu: Não quero fugir deles... embora compreenda que neles reside o perigo de me perder... e o desejo de não querer regressar ;) bjs
De exactu a 18 de Outubro de 2004 às 10:03
{ ... nestes pontos em nós aprisionados(“assuntos; objectos; questões; ensejos; momentos”), neste acto de lhes tentar fugir e nunca poder © exactu ... }
De ridufa a 18 de Outubro de 2004 às 08:42
loboadormecido: Há sempre esse risco de nos deixarmos levar pelo(s) nosso(s) ponto(s) de fuga e nos esquecermos de que existe vida para além deles... ;) bjs
De loboadormecido a 18 de Outubro de 2004 às 01:28
Temos de ter os nossos pontos de fuga, um sítio físico ou imaginário em que nem seja por momentos nos sitamos seguros e felizes, mas temos que ter cuidado mas não sermos apanhados por eles deixar a realidade para trás
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:48
angelis: Obrigada :) A simplicidade das coisas torna-as apreciáveis ;) bjs
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:47
albino santos: Eu diria antes... ao ritmo do viver... Obrigada pelas tuas palavras ;) bjs
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:45
Carlos: Envolvemo-nos todos em pontos... nem todos de fuga ;) bjs
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:44
O poeta trite: Obrigada ;) bjs
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:44
MWoman: Gostei do devaneio... típico em ti :) bjs
De ridufa a 17 de Outubro de 2004 às 16:43
Aran_aran: Obrigada ;) bjs

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds