Domingo, 10 de Outubro de 2004
Dor
Dor
Que cravas no meu peito
Sem piedade nem jeito
Com o tom perfeito
A emoção a eito

Dor
Que ensinas a prantear
Sentimentos a lentear
Numa chama a atear
Só por (des)nortear

Dor
Que cresces sem tino
Fazes do choro hino
Como o destino
Triste e calino
publicado por ridufa às 15:39
link do post | comentar | favorito
|
28 comentários:
De ridufa a 11 de Outubro de 2004 às 16:23
o5elemento: Beber da dor, para com ela aprender e tirar prazer ;) bjs
De o5elemento a 11 de Outubro de 2004 às 16:21
{ ... bebo as tuas palavras ( em prazer ) em dor com gosto e sabor (saber) © biquinha ... }
De ridufa a 11 de Outubro de 2004 às 15:25
Betty: Esperemos que sim :D Bjs
De Betty a 11 de Outubro de 2004 às 15:13
Que a experiência da dor termine para dar lugar à felicidade. Beijokas, Betty
De ridufa a 11 de Outubro de 2004 às 15:10
Carlos: É bom saber que não tens dor nas palavras que me deixas... obrigada pelas palavras simpáticas ;) bjs
De ridufa a 11 de Outubro de 2004 às 15:08
lique: A dor convive lado a lado com o amor... não necessariamente o de um homem e uma mulher... mas nas mais variadas formas de amor existentes... é uma companhia sim... à falta de melhor ;) bjs
De Carlos a 11 de Outubro de 2004 às 15:02
Li a dor e apenas te dou os parabens. Grande poema ridufa! Gostei muito e não é com dor que o digo. :)
Beijo e boa semana
De lique a 11 de Outubro de 2004 às 14:52
Com a dor temos que, por vezes, aprender a conviver. Não sempre, mas frequentemente é quase companhia. beijinhos
De ridufa a 11 de Outubro de 2004 às 13:59
b: Como processo de aprendizagem que é, ensina-nos... conhecemo-nos melhor através dele... sentimos na pele a lição que carregamos durante toda a vida ;) bjs
De b a 11 de Outubro de 2004 às 13:57
A dor é um processo de aprendizagem, algo que faz parte de nós, uma dualidade de sentimentos a par com a felicidade (é um só com este).

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds