Quarta-feira, 29 de Setembro de 2004
Notas [que choras]
[...]

Ao som de notas choradas
Das teclas de um piano
Escondendo do ego a dor
Uno as melodias aforadas
Sujeita(s) ao calor humano

[...]
publicado por ridufa às 12:15
link do post | comentar | favorito
|
36 comentários:
De ridufa a 30 de Setembro de 2004 às 14:48
almaro: E as notas ainda tristes, belas se tornam a quem as ouve... em melodias de amor... em sons de nostalgia ;) Não tens de agradecer... visito o teu cantinho com muito gosto. Bjs
De almaro a 30 de Setembro de 2004 às 14:26
Fundo às tuas cordas, que dançam teclas, a sonoridade baça, rouca, singela de um saxofone que embala, em noite-luz-em-mar-de-onda. Sons de um nada que nos desconhece. Palavras que se trocam, que se oferecem flor, a quem ao longe, de longe sente a nossa dor…

Obrigado pelos pedaços de ti, que me deixaste envoltos em laços coloridos
De ridufa a 30 de Setembro de 2004 às 12:35
Estrela do mar: Obrigada pela preocupação na mesma ;) bjs
De Estrela do mar a 30 de Setembro de 2004 às 12:31
MM...já entendi agora. Então força tá? Um beijinho para ti com muita energia e carinho.
De ridufa a 30 de Setembro de 2004 às 12:27
Estrela do mar: Não... não me vou embora (ainda)... a despedida é outra... são almas que se perdem e se encontram... que se precisam de separar de vez em quando ;) Bjs
De Estrela do mar a 30 de Setembro de 2004 às 12:24
Despedida?! Vais deixar-nos?! É isso ridufa? Eu gosto tanto de vir aqui, mesmo tendo alguma dificuldade em entender por vezes o que pretendes transmitir...mas tenho aprendido tanto neste cantinho...
De ridufa a 30 de Setembro de 2004 às 11:35
Estrela do mar: O piano chora notas em tons de despedida... ;) Bjs
De Estrela do mar a 30 de Setembro de 2004 às 11:28
Colocaste no toque subtil de um piano a forma de exprimires um pouco a tua tristeza... mas às vezes deitar umas lágrimas faz-nos muito bem.
Em poucas palavras disseste muito ridufa. Gostei muito do que escreveste.
Um grande beijinho*.
De ridufa a 30 de Setembro de 2004 às 11:05
o5elemento: É neste ardor que nascem as melodias para os nossos ouvidos... que nos tocam a alma... que nos arrepiam pela sua sensibilidade ;) bjs
De o5elemento a 30 de Setembro de 2004 às 10:24
{ ... é neste (nesse) ardor e dor que nascem as mais belas melodias (por vezes de amor) © o5elemento ... }{ beijos* }

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds