Terça-feira, 28 de Setembro de 2004
Passos meus...
Sigo os meus passos
Para ninguém seguir
Em momentos escassos
Para os distinguir
Escolho o meu percurso
Para seguir ninguém
Sem conhecer o seu curso
Ou a corrente que tem

["Não sei por onde vou, só sei que não vou por aí"
in Cântico Negro de José Régio]
publicado por ridufa às 17:21
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De ridufa a 29 de Setembro de 2004 às 22:15
Cris: É tão bom perdermo-nos, para nos encontrarmos a seguir ;) Bjs
De Cris a 29 de Setembro de 2004 às 21:06
Às vezes parte do gozo da viagem é não saber bem para onde vamos... só quem se perde encontra novos caminhos. Jinhos :)
De ridufa a 29 de Setembro de 2004 às 10:30
alexandra: Ao estarmos sozinhos damos mais valor a uma companhia, e isso nunca fez mal a ninguém ;) bjs
De alexandra a 29 de Setembro de 2004 às 10:27
A solidão é necessária em alguns momentos da vida, por mais passos que se dêem em frente ou para trás... beijos :*
De ridufa a 29 de Setembro de 2004 às 10:18
Betty: É sempre iluminado a luz de velas... haverá luz mais atraente, e que nos mantenha o olhar preso? ;) bjs
De Betty a 29 de Setembro de 2004 às 10:11
Que o teu canto não seja negro mas sim iluminado. À luz de velas. Beijos :)
De ridufa a 29 de Setembro de 2004 às 10:08
pipetobacco: Para que queres ser a sombra dos passos de alguém, quando os teus já são tão certos e seguros? ;) bjs
De pipetobacco a 29 de Setembro de 2004 às 10:02
{ ... só quero ser a sombra de teus passos © pipetobacco ... }{ beijos* }
De ridufa a 29 de Setembro de 2004 às 09:38
dhmpr: O problema é quando as escolhas que temos como nossas, não o são na realidade... mas acho que concordo contigo quando dizes que é uma forma de percorrermos o caminho de uma forma mais agradável... ;) BJs
De dhmpr a 29 de Setembro de 2004 às 03:43
Tens razão... nem sempre é fácil não nos apegarmos às coisas, às pessoas, ao nosso Mundo que nos rodeia...

Mas será que esse apego implica um compromisso ou uma dependência?!
Não o creio... eu creio que é apenas uma forma de percorrermos o nosso caminho de uma forma mais agradável! Claro que não podemos é nunca deixar que nos cortem as asas, para que, quando quisermos voar, o possamos fazer...

Perguntas-me se vou conseguir manter a minha liberdade a vida inteira?! Não sei!! Sou tão novo, tão incosciente... só o futuro o dirá!!! Até lá... vou lutando por ela, e caminhando, à minha maneira e no passo que eu vou escolhendo :)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds