Domingo, 26 de Setembro de 2004
[O] Gosto das palavras
Saboreio o gosto
Das palavras na boca
Na véspera de serem proferidas

Sabem a razão
Da expressão do rosto
Quando a seriedade é pouca

Sabem a alma
Das emoções sentidas
Nos gestos contidos da acção

Sabem a dor
Do cor que marcou posto
Enquanto o tempo a torna oca

Sabem a esperança
Contida, imensa e calma
Na véspera de serem vividas...
publicado por ridufa às 15:57
link do post | comentar | favorito
|
34 comentários:
De ridufa a 28 de Setembro de 2004 às 12:16
pipetobacco: Ao saber os sabores das palavras, sabe-se a essência da alma de quem as escreve e sente ;) bjs
De pipetobacco a 28 de Setembro de 2004 às 12:02
{ ... as palavras, de texto cheio, que (te) leio, na minha boca saboreio em pedaços de ti retratado © pipetobacco ... }{ beijos* }
De ridufa a 28 de Setembro de 2004 às 11:01
Aran_aran: É ums força que nasce dentro e cresce por fora, ao sabor dos saberes ;) bjs
De Aran_aran a 28 de Setembro de 2004 às 01:12
Tomei o gosto da força dessas tuas palvras... beijinhos
De ridufa a 27 de Setembro de 2004 às 17:22
lique: Somos parte das palavras que escrevemos, outra parte das que lemos, outra ainda das que pensamos e não dizemos ;) Bjs
De lique a 27 de Setembro de 2004 às 16:52
Saboreamos as nossas palavras, pensamo-las e experimentamos o sabor das dos outros, o seu reflexo em nós. Como com as tuas bela palavras, amiga! Beijinhos
De ridufa a 27 de Setembro de 2004 às 16:06
carlos: Não são as palavras a arma mais forte de todas? ;) Bjs
De carlos a 27 de Setembro de 2004 às 16:01
Palavras, sabem a tudo sobre-tudo. Quem não gosta do seu gosto é porque não vê o mundo e não tem a consciência de que a luta se faz com a força da palavra.
Gostei. Beijos e boa semana***
De ridufa a 27 de Setembro de 2004 às 15:55
LetrasAoAcaso: As palavras nascem do nada, tranformando o futuro em tudo... ainda que não o saibamos ;) Bjs
De LetrasAoAcaso a 27 de Setembro de 2004 às 15:32
Porque as palavras vêm do futuro.
Estão impressas num disco rígido do tempo para a maior parte de nós ininteligível.
Beijo Rita

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds