Terça-feira, 21 de Setembro de 2004
Alguma vez serei tua...?
Alma que vagueia solta
Plena em tons aguarela
De (des)ilusões envolta
Indaga a uma luz revolta
Se alguma vez serei bela
[... Minha terna estrela]

No mundo dos sonhos
Olhos perdidos na rua
Entre os rostos risonhos
Indagam astros bisonhos
Se alguma vez serei tua...?
[... Minha doce e triste lua]
publicado por ridufa às 13:54
link do post | comentar | favorito
|
32 comentários:
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 22:45
wearetwo: Seja a estrela, seja a lua... estou sob elas... sobre o seu feitiço e encanto... para sempre ;) Bjs
De wearetwo a 22 de Setembro de 2004 às 22:29
Teu para sempre, tua para sempre. Para sempre.
Beijos
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 16:18
dhmpr: E dizes tu que não escreves poesia, quando a tua prosa assim o parece... :) Obrigada pelas palavras simpáticas ;) Bjs
De dhmpr a 22 de Setembro de 2004 às 16:11
As estrelas... a lua (e o luar)... a via láctea... um pôr ou nascer do Sol... esses tais "astros bisonhos" que tantas confidências escutam e conselhos nos fornecem ;)

Que a tua estrela te continue a iluminar ternamente, e que a Lua que ambicionas te ajude a manter o coração em tons aguarela e a libertar a tua alma livremente... assim serás (sempre) bela, aos olhos de quem te lê :)
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 10:45
Carlos Tavares: Existem para se admirarem... e para nos iluminarem com a sua luz ;) Bjs
De Carlos Tavares a 22 de Setembro de 2004 às 10:41
É bela essa estrela e essa tua Lua... :-)
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 10:34
golden: Obrigada. É sempre um prazer receber quem se passeia à luz de uma vela ;) Bjs
De golden a 22 de Setembro de 2004 às 10:29
Lindo! Lindo! Continua a inspirar-nos com os teus pensamentos e emoções.
É sempre um prazer visitar o teu blog.
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 02:33
O poeta triste: "Noite após noite/Há já muito tempo/Saio sem saber para onde vou/Chamo
por ti, na sombra das ruas/Mas só a lua sabe quem eu sou" - Bem lembrado ;) Bjs
De ridufa a 22 de Setembro de 2004 às 02:31
Rato: O meu coração nasceu aberto para o mundo... não o consigo controlar (acho que ninguém o consegue)... assim como a minha alma... quando ambos sonham juntos... a vida ganha outra cor... ;) Bjs

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds