Terça-feira, 24 de Agosto de 2004
Recantos da memória
Tudo é longe, tudo é névoa
Em noites que o tempo povoa
Quando numa memória recente
Se lembra: o coração [só] mente

Tudo se conquista com os anos
Em tempos sem quaisquer planos
Quando numa memória prevista
Se vê: a satisfação nunca se avista

Tudo é perto, tudo é claro
Em dias que a mágoa encaro
Quando numa memória infinita
Se sabe: O futuro é uma incógnita

["A memória imprime a preto e branco; os cinzentos perdem-se pelo caminho"
in Retrato a Sépia - Isabel Allende]
publicado por ridufa às 17:57
link do post | comentar | favorito
|
22 comentários:
De ridufa a 28 de Agosto de 2004 às 00:23
o5elemento: Não há futuros definidos, apenas passados garantidos. Tudo está por descobrir... quem sabe se o presente não te surpreende... e a névoa desapareça aos poucos à medida que avanças na sua direcção ;) Bjs
De o5elemento a 27 de Agosto de 2004 às 23:26
{ ... quando de passado se fala, a memória relembra, de futuro não se entenda, névoa se instala © biquinha ... }
De ridufa a 25 de Agosto de 2004 às 14:29
yogipijama: O passado pode não nos dar pistas para o futuro, mas ao menos ensina-nos os caminhos a não seguir. O instinto (intuição) é, de facto, o elemento animal que mais aprecio nos seres humanos ;) Bjs
De ridufa a 25 de Agosto de 2004 às 14:27
Monalisa: Faz-me lembrar uma máxima que era qualquer coisa como: "Quero sempre mais e melhor... não me contento com o banal...". ;) Bjs
De yogipijama a 25 de Agosto de 2004 às 14:22
Por vezes a memória passada pode ajudar o entendimento futuro. Há quem diga que é uma questão de contas, eu acredito no instinto. bjs
De Monalisa a 25 de Agosto de 2004 às 14:11
De facto o tempo vai contruindo a nossa visão sobre as coisas. Ainda bem que nunca estamos satisfeitos: é essa a nossa forma de querermos ir sempre mais longe. Bonito poema, Ridufa.
De ridufa a 25 de Agosto de 2004 às 14:00
Monica: É isso mesmo. Diz-se que as melhores fotografias não são as captadas por uma câmara, mas sim as que ficam gravadas no coração ;) Bjs
De Monica a 25 de Agosto de 2004 às 13:16
Com o tempo vai se perdendo muita coisa, mas o k é realmente importante fica gravado na memória e no coração. Belo texto, estou desde ontem a tentar comentar mas o sapo nao deixa. Beijokas****
De ridufa a 25 de Agosto de 2004 às 12:31
lique: Basta acreditar para que se esteja mais próximo de se tornar realidade. O que o futuro nos reserva é uma surpresa. Aprendi que a vida nos coloca muitas "surpresas" no nosso caminho. Tudo o que se tem como certo hoje, pode não o ser amanhã... em vez de fazer planos, comecei a viver. Não sei o dia de amanhã - Porque devo contar com ele? ;) Bjs (Mais uma fã de Isabel Allende :p)
De lique a 25 de Agosto de 2004 às 12:23
À luz da tua vela, vou sondando os recantos da minha memória. Quero muito acreditar que "tudo se conquista com os anos/em tempos sem quaisquer planos". Afinal o futuro é mesmo uma incógnita. Quanto a Isabel Allende, é uma das minhas escritoras favoritas. Acho que não falhei nenhum livro. Beijinhos

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds