Segunda-feira, 9 de Agosto de 2004
Conjugação do ser
Sei quem sou...

Conheço o prazer de estar só
Estando rodeada de gente
Abstrair-me na minha mente
Quando sentimentos dão um nó

Sei quem és...

Em fantasias tolas de miúda
Nos meus desejos de amante
Ansiando por alguém errante
Por uma mão amiga de ajuda

Sei quem é...

Fingidor de sonhos e crença
Inventor de regras e desditas
Sensação em que acreditas
Como se fosse vício ou doença

Sei quem somos...

Fragmentos de vidas vividas
Retalhos de vivências reais
Pedaços de açúcares e sais
Restos de batalhas sofridas

Sei quem sois...

Essência em andar sem rumo
Movimentos simples confusos
Com cuidado em todos os usos
Belos e arranjados com aprumo

Sei quem são...

Eles, os outros que mentem
Que olham de fora para dentro
Não chegando nunca ao centro
Da verdadeira vida que sentem
publicado por ridufa às 14:35
link do post | comentar | favorito
|
26 comentários:
De ridufa a 11 de Agosto de 2004 às 00:18
Melawen: Obrigada pelas tuas palavras :) Bjs
De Melawen a 10 de Agosto de 2004 às 23:57
Adorei! Simplesmente fantástico o teu poema! Obrigada pelas visitas!
De ridufa a 10 de Agosto de 2004 às 14:56
Betty: A felicidade do Homem passa quase sempre pela presença do outro. Conhecermo-nos a nós próprios e aos outros faz parte da vida. E como tudo, tem aspectos positivos e negativos. ;) Bjs
De Betty a 10 de Agosto de 2004 às 14:50
Conheces-te a ti própria e a quem te rodeia. É meio caminho andado para a felicidade :)
De ridufa a 10 de Agosto de 2004 às 14:10
Carlos: Para mim, ser é mais do que existir... é pensar, é sentir... e como tu dizes - "é tão bom saber isso" ;) Bjs
De Carlos a 10 de Agosto de 2004 às 14:06
Bela construção sobre o verbo. ;)
Eu sou, e é tão bom saber isso...
Beijos
De ridufa a 10 de Agosto de 2004 às 13:51
Tiegas: A vida vai deixando pistas para te descobrires. Eu sei o que sou hoje... não te garanto que saiba amanhã ;) Descobrirmo-nos no dia-a-dia, nas situações mais ou menos inesperadas. É um desafio que aceito de bom grado ;) Bjs
De Tiegas a 10 de Agosto de 2004 às 13:47
Eu então por vezes já não sei mesmo quem sou... fico tão baralhado que não me conheço a mim mesmo...
De ridufa a 10 de Agosto de 2004 às 13:26
CaMiLiNhA: Acho que é necessário conhecermos um pouco de nós próprios antes de tentar compreender os outros... ao fazê-lo entendemos melhor certas atitudes, gestos, palavras. Não devemos, no entanto, cair no erro de julgar os outros por nós próprios. Como diz o micróbio no seu blog "Felizmente./Somos todos diferentes." ;) Bjs
De CaMiLiNhA a 10 de Agosto de 2004 às 12:25
Nem sempre sabemos quem somos... mas o pior é não saber quem os outros são... mais um belo poema :) Parabéns! Beijos ***

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds