Segunda-feira, 26 de Setembro de 2005
Menina
Menina, cara de lua
De cabelo ao vento
Como se a estrela fosse sua
Por ser real ou puro invento

Menina, nariz no ar
Salpicada de sardas
Cedo aprendeu a amar
Cheia de pequenos nadas

Menina, olho vivo
Atenta ao céu de breu
Não o sente nada altivo
Com medo que fosse seu

[... reduzidos ao tamanho que o Universo nos concedeu...]
publicado por ridufa às 17:24
link do post | comentar | favorito
|
14 comentários:
De ridufa a 3 de Outubro de 2005 às 08:18
Daniel Aladiah: :) Bjs
De Daniel Aladiah a 2 de Outubro de 2005 às 13:52
Querida Ridufa
O menino que lê a menina e sorri...
Um beijo
Daniel
De ridufa a 29 de Setembro de 2005 às 15:04
o poeta triste: Obrigada pelo comentário gentil... votos de um bom regresso ;) Bjs
De o poeta triste a 29 de Setembro de 2005 às 12:01
os teus poemas continuam lindíssimos...adorei esta menina! :) estou de volta à poesia, quando puderes visita-me! beijo*
De ridufa a 29 de Setembro de 2005 às 07:49
Caderno da alma: Bela forma de definir a poesia... grata pela visita e pelo comentário ;) bjs
De Caderno da Alma a 29 de Setembro de 2005 às 07:32
Um poema, uma forma de lilbertação das tantas amarras que a vida nos envolve. Reduzido nas cinzas do nada fico livre e vou rumo ao céu, tal como tu, de cabelo ao vento. Bonito! Continua a escrever. Voltarei assim que me seja possível.
De ridufa a 28 de Setembro de 2005 às 13:36
Betty: Felicidades para esta nova vida que agora começa. Beijos e obrigada pela visita.
De Betty a 27 de Setembro de 2005 às 17:09
Voltei :) casadinha de fresco e, espero eu, com mais tempo para a blogosfera. Foi bom reler-te. Beijokas, Betty
De ridufa a 27 de Setembro de 2005 às 14:41
Maria do Céu: Infâncias que se (re)tecem nos nossos actos e emoções ;) bjs
De ridufa a 27 de Setembro de 2005 às 14:40
terduraes: E ainda bem que assim é ;) bjs

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds