Sexta-feira, 24 de Junho de 2005
Uma questão de tempo
Guardo de vez as mágoas
Já de passadas águas
Ainda de futuras tréguas
[...]
Quanto falta para o agora?

[How soon is now...?]
publicado por ridufa às 13:16
link do post | comentar | favorito
|
24 comentários:
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:46
amadorjp: Quem escreve por gosto fá-lo de alma aberta... espero que seja o teu caso. Obrigada pelo mimo ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:43
Miguel: Ambas as situações são verdadeiras e possíveis... depende do momento [tempo] em que as vivemos ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:41
António: O tempo te dirá como o fazer... se não o fizeres primeiro ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:30
AlmaAzul: Será que sabe? Ou somos nós que lhe ensinamos o seu valor? ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:27
wearetwo: Bem-vindos. Now é quendo quisermos ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:25
Mistério: Bela surpresa... ;) bjs
De ridufa a 4 de Julho de 2005 às 16:24
sylpha: Porque o tempo também precisa de tempo para ser vivido ;) bjs
De amadorjp a 4 de Julho de 2005 às 12:31
Quem escreve quer morrer, quer renascer/
num ébrio barco de calma confiança./
Quem escreve quer dormir em ombros matinais/
e na boca das coisas ser lágrima animal/
ou o sorriso da árvore. Quem escreve/
quer ser terra sobre terra, solidão/
adorada, resplandecente, odor de morte/
e o rumor do sol, a sede da serpente,/
o sopro sobre o muro, as pedras sem caminho,/
o negro meio-dia sobre os olhos./
António Ramos Rosa
De Miguel a 2 de Julho de 2005 às 00:31
Uma existencial questão para uma esquiva resposta. O agora é presente, mas no presente nada é consistente. Dupla interrogação para ti, Rita: o "now" ou a esperança do improvável amanhã?
.
.
Beijinho.
.
De Antnio a 1 de Julho de 2005 às 19:08
Now...is so soon? Now...is too late? I don't know how to live.

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds