Segunda-feira, 15 de Maio de 2006
A cor do dia em que parti
A cor do dia em que parti
Era a mesma de quando (não) voltei
Semelhante à que reparti
Oposta da que me soltei
[...]
Não era amarga nem doce
Nem fraca nem forte
Nem clara nem escura
Não era nem deixava (de) ser
[...]
Era assim mesmo...
Igual...
À cor do dia em que parti
Para (não mais) voltar

[...opostos que por vezes coabitam e não sabem...]
publicado por ridufa às 07:50
link do post | favorito
De GNM a 20 de Maio de 2006 às 22:03
Ridufa,

Nem sei se és de Lisboa,
mas faço-te um convite:
No dia 16 de Junho às 21 horas,
será lançado o meu livro
NADA EM 53 VEZES, na Fnac do
Cascais Shopping.

Gostaria imento que estivesses
presente...

Bom fds!
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds