Sexta-feira, 7 de Janeiro de 2005
Triângulo em cor
O negro chega em passos de lã
Deixa no cinzento a tristeza vã
Que o branco vê como alegria sã

E no triângulo em cor
Contraste, miragens
Dá às outras o amor
Nas simples imagens

Vermelho trinca uma maçã
...
Sonha o bege com a avelã
...
Rouba-lhe o castanho o divã
...
Passeia o verde pela fajã
...
Partilhando com o azul a manhã
...
De que o amarelo sol é fã
...
Oferece uma rosa o galã
...
Enquanto o laranja pergunta "hã!?"
...
O roxo não sabe da cor irmã
...
O tom lilás de muitos talismã

E o triângulo é humor
De triste já nada tem
Das palavras fez calor
E as três cores mantém

[Porque nem sempre a vida nos parece um arco-íris]
publicado por ridufa às 18:14
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Quarta-feira, 5 de Janeiro de 2005
Viagem ao mundo imaginado
Faço viagem ao mundo imaginado
Sendo ele ou não compartilhado
Abrindo as asas e soltando voo
Subindo mais alto que o astro
Não deixando qualquer rastro

Mas nem tudo é tão fácil
Nem o caminho é dócil
Há marcas que doo
Pelo tempo aboar
No simples voar

["Só voa quem se atreve a fazê-lo" - Luís Sepúlveda in História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar]
publicado por ridufa às 20:49
link do post | comentar | ver comentários (24) | favorito
Terça-feira, 4 de Janeiro de 2005
Dom
Sinto que já o perdi
Que não o tenho comigo
Que num instante o cedi
Como se fosse castigo

Já palavras não bastavam
Nem letras a acompanhar
Pensava que elas ficavam
Para o ajudar e tataranhar

Mas foram todos embora
Pensando que seria bom
A escrita saiu na aurora
E fiquei sem o meu dom
publicado por ridufa às 19:25
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Segunda-feira, 3 de Janeiro de 2005
Vazio de cores cheias
...Vazio de cores cheias...
Pincelado a tons incolores
[É assim de sentimentos repleto]
Prevenindo o coração de dores

...E nos espaços que sobram...
Caem gotas inodoras e insípidas
[Recordam-se os velhos amores]
Que nos rasgos de cores límpidas

...Já não passam de rumores...
publicado por ridufa às 14:00
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
Sábado, 1 de Janeiro de 2005
Sonho na ideia
Sonho na ideia
Sem saber para onde ir
Na vida real têm termo
Na alma apenas um termo
Sem saber que aspirar
Na riqueza não faz sentido
No pobre de coração sentido
Sem saber o que amar
Na ânsia dos desejos que vão
Na alegria e tristeza em vão
publicado por ridufa às 21:38
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Mundo (In)visível

. Improvisos do momento

. Achas que ninguém sente.....

. Achas que ninguém vê...

. Falha de comunicação

. Até um dia

. A cor do dia em que parti

. Alma nos montes

. Quando os olhos fecho

. Memórias

.arquivos

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO
.subscrever feeds